Imagem: Repórter.50

Fonte: Repórter.50


W. da S.B, 24 anos, mais conhecido como "Nego Alisson", foi preso por volta das 23h desta sexta-feira (17.09), dentro de uma boate situada na Rua Jaime da Botica, bairro Horto, zona Leste de Teresina. A prisão aconteceu em razão de um esforço conjunto envolvendo os policiais civis do 13º Distrito Policial, sob o comando do delegado Odilo Sena; do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) e PMs do 5º Batalhão de Polícia Militar e Batalhão RONE. O preso estava sendo procurado há pelo menos dois meses acusado de assassinato. Ele vinha sendo monitorado e hoje o Serviço de Inteligência obteve informações de que Nego Alisson estaria em uma festa. "A gente começou a fechar o cerco nessa boate, todo mundo estava atento a essa boate e hoje conseguimos prendê-lo. Ele é suspeito de vários homicídios, trata com o PCC, é um dos braços que recebe ordens para matar as pessoas e por conta do trabalho de Inteligência do 13º DP conseguimos mais esse feito que vai abalar a associação criminosa. A Polícia Civil não para, é 24h ligada direto fazendo nossa parte e esperamos que a Justiça faça a dela", disse o delegado Odilo. O trabalho conjunto das Polícias foi exitoso. Um policial entrou na boate e deu voz de prisão ao acusado. "Não são criminosos comuns, são criminosos extremamente perigosos, matam qualquer um sorrindo, mas o 13º DP tem uma preocupação maior nesse ponto por conta dos faccionamentos, nós temos essa ideia e os gestores também devem ter de que não podemos brincar com o crime, se brincar com o crime ele vai aumentar e a sociedade é que paga no final", concluiu.
W. da S.B, 24 anos, mais conhecido como "Nego Alisson", foi preso por volta das 23h desta sexta-feira (17.09), dentro de uma boate situada na Rua Jaime da Botica, bairro Horto, zona Leste de Teresina. A prisão aconteceu em razão de um esforço conjunto envolvendo os policiais civis do 13º Distrito Policial, sob o comando do delegado Odilo Sena; do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) e PMs do 5º Batalhão de Polícia Militar e Batalhão RONE.



O preso estava sendo procurado há pelo menos dois meses acusado de assassinato. Ele vinha sendo monitorado e hoje o Serviço de Inteligência obteve informações de que Nego Alisson estaria em uma festa. 
"A gente começou a fechar o cerco nessa boate, todo mundo estava atento a essa boate e hoje conseguimos prendê-lo. Ele é suspeito de vários homicídios, trata com o PCC, é um dos braços que recebe ordens para matar as pessoas e por conta do trabalho de Inteligência do 13º DP conseguimos mais esse feito que vai abalar a associação criminosa. A Polícia Civil não para, é 24h ligada direto fazendo nossa parte e esperamos que a Justiça faça a dela", disse o delegado Odilo.
O trabalho conjunto das Polícias foi exitoso. Um policial entrou na boate e deu voz de prisão ao acusado. "Não são criminosos comuns, são criminosos extremamente perigosos, matam qualquer um sorrindo, mas o 13º DP tem uma preocupação maior nesse ponto por conta dos faccionamentos, nós temos essa ideia e os gestores também devem ter de que não podemos brincar com o crime, se brincar com o crime ele vai aumentar e a sociedade é que paga no final", concluiu.

Deixe seu Comentário